Viagens penduradas com o Brasil: brasileiros que moram na França testemunham

Os voos diretos do Brasil foram suspensos. Em questão, a situação catastrófica da saúde no Brasil: mais de 3.000 pessoas morrem de Covid 19 todos os dias. Mas, acima de tudo, o aparecimento da variante P1 é muito virulento e contagioso. Testemunhos de brasileiros e franco-brasileiros em North Lille.

Tonio é franco brasileiro. Há 30 anos, este morador de Lille viaja várias vezes ao ano entre a França e o Brasil, mas com voos suspensos entre os dois países, ele não tem esperança de voltar para lá. “Planejar com bastante antecedência, para dizer que voltarei no ano que vem, é jogar uma garrafa na água.”

Com a namorada Miriam, ele se preocupa com a deterioração da situação no Brasil e entende a decisão do primeiro-ministro francês. “Na França é melhor administrado, temos sorte de estar lá, podemos ir às compras sem medo, nos protegemos. No Brasil é complicado, porque é uma cultura diferente e as pessoas não são muito disciplinadas”.

Pelo menos uma vez por dia, Myriam e Toniño fazem check-in com suas famílias. Para Alessandra, essa decisão foi necessária. “Eu concordo totalmente, realmente temos que ser banidos da França, infelizmente. Aqui, há uma grande distribuição da população.”

READ  Antonio Zambogo voltou à França para um concerto extraordinário na Basílica de Saint-Denis

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *