Ameaças sexuais e comentários | Um porta-voz de Biden foi suspenso após conversa com o repórter

(Washington) Um porta-voz de Joe Biden foi suspenso por uma semana na sexta-feira após ameaçar uma jornalista e fazer comentários sexuais sobre ela em uma conversa por telefone.


France Media

TJ Ducklo, 32, que fazia parte da equipe de campanha de Joe Biden, juntou-se à Casa Branca e tornou-se vice de Jen Psaki, porta-voz do Departamento Executivo dos Estados Unidos.

“Eu vou destruir você”, ele teria dito em particular a esta jornalista do Politico, Tara Palmieri, de acordo com o relato do acidente que ele deu Vanity Fair.

Este último o chamou para perguntar sobre sua relação íntima com outro jornalista, Alexei McCamond, da Axios, e as questões éticas que isso poderia levantar.

“TJ Ducklo pediu desculpas ao jornalista que teve uma conversa acalorada com ele sobre sua vida pessoal”, respondeu MEu Psaki.

FOTO EVAN VUCCI, AP

Jane Psaki, porta-voz da Casa Branca

“Ele é o primeiro a perceber que seu comportamento não estava de acordo com os padrões estabelecidos pelo presidente”, acrescentou.

No mesmo dia em que chegou à Casa Branca, Joe Biden alertou publicamente suas equipes que não toleraria qualquer derrapagem.

“Não estou brincando quando digo o seguinte: se você trabalhar comigo e ouvir que trata um colega com desprezo ou desprezo, prometo que o despedirei imediatamente”, disse ele.

Quando questionada durante sua entrevista coletiva diária sobre a lacuna entre a promessa presidencial e a sentença relativamente branda – uma semana de suspensão – que as decisões foram tomadas contra seu vice, Jin Saki se esquiva.

Não vai acontecer novamente. Ela respondeu a isso, e isso não será tolerado na Casa Branca.

READ  Quem receberá o apoio da população no conflito entre creches?

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *