Brasil: Em meio a crise de saúde, Bolsonaro substitui outro ministro da saúde

Básico
O presidente Jair Bolsonaro acaba de nomear seu quarto ministro da Saúde. No Brasil, mais de 280.000 pessoas morreram de Covid-19.

Jair Bolsonaro muda novamente o ministro da Saúde! Em meio a uma crise de saúde, o presidente brasileiro anunciou nesta segunda-feira que substituirá Eduardo Pazuelo, que acabava de anunciar um pedido de 138 milhões de doses para acelerar uma campanha de vacinação ainda muito lenta. “Pazuelo fez um bom trabalho, administrou bem e, de agora em diante, estamos passando para uma fase mais difícil no combate ao vírus”, disse Bolsonaro.

O general Pazuelo, destituído de qualquer experiência médica, foi nomeado provisoriamente para o cargo após a renúncia, em meados de maio de 2020, do oncologista Nelson Tisch. Este último havia renunciado menos de um mês depois de sua nomeação para se opor a ele, como seu antecessor Luis Henrik Mandetta, os medicamentos que Jair Bolsonaro recomendava para tratar o vírus, embora nenhum deles tivesse eficácia científica comprovada.

2.000 mortes diárias no Brasil

“(I) decidi esta noite nomear Marcelo Quiroga ministro da Saúde”, disse Jair Bolsonaro, durante breve encontro com seus apoiadores no palácio presidencial, para substituí-lo. Ele acrescentou que o período de transição “deve durar de duas a três semanas”.

A nomeação de Marcelo Quiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), ocorre no momento em que a epidemia continua se espalhando pelo Brasil. Os hospitais estão próximos da saturação na maioria dos estados e mais de 2.000 mortes diárias foram registradas em várias ocasiões na semana passada.

READ  HBO Max está se expandindo internacionalmente, mas não na França

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *