Brasil quer persuadir o G20 a impor um imposto sobre os “ultra-ricos”

Brasil quer persuadir o G20 a impor um imposto sobre os “ultra-ricos”

Na quinta-feira, o Ministro das Finanças do Brasil apelou aos países do G20 para “encontrarem soluções eficazes para que os ricos possam pagar a sua parte justa dos impostos”, esperando que uma posição comum do grupo possa ser adotada até julho.

• Leia também: Brasil pede na cúpula do G20 uma “nova globalização”

“Apesar dos progressos recentes, é inegável que os bilionários continuam a fugir aos nossos sistemas fiscais, recorrendo a toda uma série de estratégias”, disse Fernando Haddad na abertura do segundo e último dia da reunião dos principais financiadores do G20 em São Paulo. Paulo.

“Eu sinceramente me pergunto como permitimos que esta situação continuasse. Se trabalharmos juntos, poderemos garantir que estes poucos indivíduos dão a sua contribuição para as nossas comunidades e para o desenvolvimento sustentável do planeta.

Desde dezembro, o Brasil ocupa a presidência rotativa do G20, grupo de países que representa 80% do PIB global.

A imposição de impostos mínimos aos “ultra-ricos” em nível internacional é uma das prioridades de Brasília. Al-Haddad espera chegar a acordo sobre uma declaração conjunta na próxima reunião ministerial do G20, em Julho.

Ele disse que a “tributação internacional justa e progressiva” é “a chave para resolver muitos dos desafios que enfrentamos”.

Em sessão dedicada a este tema na manhã desta quinta-feira, o Brasil convidou o economista francês especializado em desigualdade e paraísos fiscais, Gabriel Zucman, para apresentar suas recomendações sobre impostos mínimos sobre a riqueza dos bilionários.

O ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, disse esta quarta-feira, à margem da reunião do G20, que Paris quer “acelerar” as negociações internacionais sobre esta questão.

Mas a ideia de aumentar os impostos sobre os mais ricos tem sido dificultada durante anos pela falta de ambição internacional e pelas dificuldades em chegar a acordo sobre sistemas fiscais completamente diferentes.

READ  Exposição internacional de destilarias em Quebec

O 1% mais rico dos países do G20 viu as taxas de imposto aplicadas aos seus rendimentos caírem quase um terço nas últimas décadas, estimou a ONG Oxfam num estudo publicado terça-feira.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *