Brasil: Supremo Tribunal Federal mantém revogação da condenação de Lula da Silva

Na quinta-feira, 15 de abril de 2021, o Supremo Tribunal Federal confirmou a anulação da condenação do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. Ele foi condenado por corrupção. De repente, ele recupera seus direitos políticos.

No início de março, o juiz Edson Fachin declarou incompetente o tribunal de Curitiba, no sul do país, que julgou e condenou o ex-presidente de esquerda acusado de corrupção. Ontem, quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal confirmou a anulação dessas condenações.

“Foi uma grande mentira. Mas meus advogados provaram que era uma farsa. O juiz mentiu, os advogados mentiram, a Polícia Federal mentiu para me tirar da campanha. Agora estou pronto para lutar”, comemora Lula .

A batalha de que ele fala é a eleição presidencial do próximo ano. Aos setenta e cinco anos, o ex-presidente brasileiro, com essa afirmação, se habilita em 2022. Se ainda não anunciou que será candidato, alguns, inclusive alguns de seus críticos, acreditam que o será. Eles fazem de tudo para impedi-lo de alcançar a posição mais elevada.

É o caso de Jair Bolsonaro, atual Presidente da República. Em contato direto em sua página no Facebook, o povo exigiu uma mobilização contra qualquer indicação do ex-sindicalista. “Se Lula voltar com voto, está tudo bem. Mas imagine como será o futuro do Brasil com o tipo de gente que eles trarão para o governo”, postou preocupado. Na verdade, tudo sugere que ele tem medo de bater nele.

READ  TikTok launches an incubator for black creatives

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *