Ex-funcionário fiscal se declara culpado de vazar declarações fiscais de Trump

Ex-funcionário fiscal se declara culpado de vazar declarações fiscais de Trump

(Washington) – Um ex-funcionário do IRS se confessou culpado na quinta-feira de vazar as declarações fiscais de um funcionário de alto escalão para a mídia em 2020, anunciou o Departamento de Justiça.


No seu comunicado de imprensa, o ministério não mencionou o nome do ex-presidente Donald Trump ou dos meios de comunicação envolvidos, mas os factos e datas são consistentes com o que foi publicado em Setembro de 2020 por O jornal New York Times Das declarações fiscais do então presidente.

Quebrando uma longa tradição, este último sempre se recusou a publicar as suas declarações fiscais.

Charles Littlejohn, 38, se declarou culpado de divulgação não autorizada de declarações fiscais, e sua sentença, de até cinco anos de prisão, será fixada em 29 de janeiro de 2024, disse o departamento.

“Enquanto trabalhava para o IRS, ele roubou informações de declaração de imposto de renda associadas a um funcionário de alto escalão (Funcionário Público A)”, dizia o comunicado.

O ministério acrescentou que em diversas ocasiões, desde agosto de 2019, transmitiu esta informação “aos meios de comunicação social 1”, que “em setembro de 2020 publicaram uma série de artigos sobre declarações de rendimentos de funcionários públicos A”.

investigando em O jornal New York Times Em Setembro de 2020, afirmou que Donald Trump pagou apenas 750 dólares em impostos federais em 2016 e 2017, e nenhum em 10 dos últimos 15 anos, devido, em particular, a grandes declarações de perdas das suas empresas.

Depois, em Julho e Agosto de 2020, Charles Littlejohn roubou as declarações fiscais de milhares das pessoas mais ricas do país e entregou-as a “dois meios de comunicação que publicaram mais de 50 artigos utilizando os dados roubados”, de acordo com o comunicado de imprensa.

READ  Tempestade de inverno nos Estados Unidos | Os motoristas ficaram presos por quase 24 horas

Muito provavelmente se trata do meio investigativo ProPublica, que em 2021 exibiu uma série de documentos sobre a evasão fiscal praticada por bilionários.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *