ex-MP Roberto Jefferson levado sob custódia

Publicado em : Modificado:

Um magistrado do Supremo Tribunal Federal ordenou a detenção de Roberto Jefferson, ex-deputado e líder partidário próximo ao presidente Bolsonaro. O juiz Alexandre de Moraes o acusa de questionar a democracia.

Roberto Jefferson pernoitou no presídio de Bangu, na periferia do Rio, relata nosso correspondente em São Paulo, Martin bernard. O juiz Moraes afirma ser um dos responsáveis ​​por rede infox que alimenta a propaganda do presidente de extrema direita Jair Bolsonaro.

Roberto Jefferson aparece em vídeos carregando armas e exigindo o fechamento do Supremo Tribunal Federal e a destituição de seus onze membros. Ele também pediu o retorno do exército ao poder. O magistrado o acusa de querer desestabilizar o regime democrático.

Em julho de 2020 Por ordem do Supremo Tribunal Federal, o Facebook e o Twitter já haviam apagado várias contas de proeminentes apoiadores do presidente brasileiro como parte de uma investigação sobre uma suposta campanha de desinformação. O juiz Alexandre de Moraes havia ordenado a exclusão de 16 contas do Twitter e 12 contas do Facebook, incluindo as de Roberto Jefferson. O Facebook e o Twitter explicaram que cumpriram a decisão do tribunal.

Roberto Jefferson é uma figura pitoresca na política brasileira: seis vezes MP, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro, ele se destacou enquanto denuncia um escândalo de corrupção durante o governo Lula, antes de ser ele próprio condenado por corrupção.

Jair Bolsonaro ainda não reagiu à sua prisão, que no entanto ocorre em um clima de extrema tensão no país, em meio à pandemia do coronavírus, e antes das eleições do próximo ano.

READ  “Jogar contra grandes jogadores e grandes equipes é o que nos permitirá melhorar defensivamente”

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *