Isabelle Huppert, a musa do Festival de Cinema Francês no Brasil

Isabelle Huppert, a musa do Festival de Cinema Francês no Brasil

O monstro do cinema francês, Isabelle Huppert, chegou ao Brasil para ser o ícone do festival de cinema francês, que começa quarta-feira em 45 cidades e deve atrair mais de 100 mil espectadores, segundo os organizadores.


E acrescentou: “Isabelle Huppert estará no Rio no dia 14 de abril, em São Paulo no dia 15 e em Brasília no dia 16 para revelar dois filmes da programação, as comédias. Refrão Escrito por Mark Fitoussi e drama Explorando a vulnerabilidade “Escrito por Catherine Breillat”, disse à AFP Emmanuelle Boudier, porta-voz da Bonfilm, que dirige o festival (9 a 16 de abril).

No Rio, dona Hubert será madrinha de um jantar beneficente, cujos recursos serão doados a uma associação que cria creches nos principais subúrbios do Rio.

Junto com Isabelle Huppert, o diretor Jalil Lespert (Yves Saint Laurent(e Jean-Pierre Jeunet)A jornada extravagante do incrível jovem TS SpivetAssim como a atriz e diretora Nicole Garcia (Domingo lindo), diretores Philippe Claudel (Antes do inverno), Jean-Marie Lario (O amor é um crime perfeito(e Laurent Tuil)O grande anel) Conclua a autorização.

Todos esses filmes serão exibidos durante a semana do festival, além de outros dez filmes entre eles Meninos e Guillaume, à mesa! Por Guillaume Gallien, 9 meses fixos Por Albert Dupontel O. Susana (Catélite Coilivry).

“O filme mais esperado do Brasil este ano é Jean-Pierre Jeunet. Esse diretor se tornou uma lenda desde então O maravilhoso destino de Amelie Pauline (2001)”, diz a Sra. Buder.

O Sr. Jeunet também fará palestras em duas conferências seguidas de debates na FAAP Universidade de São Paulo e na Universidade do Estado do Rio (Uerj).

READ  Lupin Temporada 3: A série francesa continua fazendo grande sucesso em todo o mundo

Outro filme que recebeu muita atenção este ano é o de Yves Saint Laurent, segundo Boudier.

“Em menos de um mês, tivemos 32 mil seguidores no Facebook. Serão algumas sessões gratuitas nas escolas e na Uerj, ao ar livre para 2 mil salas. “Estamos tentando democratizar o cinema francês”, acrescenta o porta-voz da Bonfilm.

Para Bonfilm e para o diretor do festival, Christian Budier, o sucesso do festival é uma prova de que o público brasileiro ama o cinema francês, apesar da grande concorrência dos filmes americanos.

“O festival se tornou um dos maiores eventos do cinema brasileiro e isso foi possível graças ao crescente interesse do público pelo cinema francês.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *