Jogo Brasil x Argentina é suspenso por violação de protocolos anti-COVID

(São Paulo) O reencontro entre Lionel Messi e Neymar com suas escolhas terminou, com a partida Brasil x Argentina, domingo, em São Paulo, sendo interrompida com a intervenção das autoridades sanitárias brasileiras, com quatro jogadores argentinos jogando na Inglaterra. Acusado de violar os protocolos anti-COVID-19.

Publicado em 5 de setembro de 2021

Rodrigo Almonassid
agência de mídia da França

E a Fifa confirmou, em nota à imprensa, que a reunião de classificação para a Copa do Mundo de 2022 foi “suspensa por decisão do árbitro”, sem especificar se será adiada para uma data posterior ou não.

A largada havia começado há apenas cinco minutos quando aconteceu a cena surreal: representantes da Anvisa e da Polícia Federal entraram na praça para encerrar a reunião, em completa confusão.

Os argentinos tentaram negociar, mas acabaram voltando para o vestiário, onde ficaram por mais de três horas, antes de finalmente deixarem o campo, uma hora depois da delegação brasileira.

Os jogadores da Albiceleste decolaram do aeroporto de São Paulo às 21h36, horário local (20h36 EST), chegando a Buenos Aires pouco depois da meia-noite, antes de viajar diretamente de ônibus para o acampamento base.

“Estamos aqui há três dias, por que eles (clientes da Anvisa) não vieram antes?”, ele havia perguntado a Messi, junto com Neymar e os treinadores das duas equipes, em um vídeo do canal argentino TyC em total confusão .

“Não fomos informados em nenhum momento que (os quatro jogadores) não poderiam jogar a partida. Queríamos jogar, e os brasileiros também”, disse o técnico argentino Lionel Scaloni, na conta do Twitter da AFA.

“notícias falsas”

Poucas horas antes do pontapé inicial, a Anfisa anunciou em comunicado à imprensa que havia recomendado às autoridades locais do estado de São Paulo que os quatro jogadores fossem “imediatamente colocados em quarentena” por terem apresentado “informações falsas” ao entrar no Brasil. aparência.

READ  Messi espera final difícil contra Brasil e Neymar

De acordo com a agência de saúde, Giovanni Lo Celso (Tottenham Hotspur), Emiliano Martinez (Aston Villa), Emiliano Buendia (Aston Villa) e Christian Romero (Tottenham) não informaram que estiveram no Reino Unido nos últimos 14 dias. sua chegada. .

Por sua vez, o presidente da Confederação Asiática de Futebol negou a existência de “mentiras” por parte dos jogadores.

Uma ordem ministerial de 23 de junho proíbe a entrada de qualquer estrangeiro do Reino Unido, Índia ou África do Sul no território brasileiro, para evitar a disseminação de variantes da COVID-19.

O Brasil é o segundo país mais enlutado do mundo pela COVID-19, com mais de 580 mil mortes.

O comunicado de imprensa da Anfisa noticiava “graves riscos à saúde”, proibindo os jogadores de “participar de qualquer atividade e permanecer em solo brasileiro”.

Sem duelo entre Messi e Neymar

Apesar desta decisão, três dos quatro jogadores envolvidos (Lo Celso, Martinez e Romero) alinharam na onze Albiceleste e iniciaram a partida.

“Chegamos a essa situação porque tudo o que a Anvisa recomendou, desde o início, não foi respeitado. sua expulsão (do país).” ), mas eles foram ao estádio e entraram no estádio.”

Ao contrário dos nove brasileiros da Premier League inglesa convocados pelo técnico Tite, os quatro argentinos fizeram a viagem apesar do uso do veto dos clubes ingleses, que impedia que seus jogadores da América do Sul participassem dessas partidas internacionais para evitar quarentena ao retornar.

“Todo mundo ficou surpreso. É um episódio lamentável, a partida Brasil x Argentina está no centro das atenções em todo o mundo”, disse o presidente interino da Federação Brasileira, Edenaldo Rodriguez.

As expectativas eram altas para esse choque, a vingança da final da Copa América, que viu o craque argentino Lionel Messi conquistar seu primeiro título nacional graças à vitória por 1 a 0 sobre a Seleção, em 10 de julho, no Maracanã.

READ  Netflix: Este filme é o mais assistido do mundo... e você não sabia! Notícias de cinema

Este encontro foi para enfrentar Messi e Neymar, seus companheiros de equipe do Paris Saint-Germain desde este verão, depois de terem jogado juntos por quatro anos no FC Barcelona (2013-2017).

A esgrima liderava as eliminatórias sul-americanas, com os brasileiros liderando com 21 pontos e sete vitórias em sete partidas, seguidos pela Albiceleste (15 pontos).

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *