Juca Kfouri diz não esperar mudanças no gesto do Corinthians e questiona a despedida final de Andrs

Na tarde desta segunda-feira, Duilio Monteiro Alves assumiu a presidência do Corinthians. Eleito no último mês de novembro, o agora presidente também anunciou sua diretoria, com o ex-presidente Roberto de Andrade e Alessandro Nunes.

Para o jornalista Juca Kfouri, a volta de rostos conhecidos e a ligação de todos com Andrés Sanchez mostra que a gestão não terá grandes mudanças.

“É a sucessão de Andrés Sanchez. Não sei que tipo de compromissos existem, Sei que Andrés Sanchez promete distância absoluta do clube, quero ver se cumpre, porque ele também prometeu uma postura absolutamente inflexível em relação a nunca mais ser presidente do Corinthians e tornar-se presidente do Corinthians novamente. Sempre tem uma justificativa, ‘tem que cuidar da arena, é por isso que eu voltei’. É igual aquele cara que promete não ser candidato à reeleição, mas os apelos são tantos que acaba concordando ”, disse o comentarista, pouco antes da solenidade de posse, em podcast de UOL.

“Diz-se que o diretor de futebol, o homem forte do futebol será o ex-presidente Roberto Andrade (o que acabou sendo confirmado), aquele que disse que atrasar o salário é uma coisa absolutamente natural, que é como se deve no supermercado, “uma coisa normal”. Eu fico pensando, eu nunca deveria no supermercado. Não espero nenhuma novidade em termos de gestão, acho que será que, já existem elementos da feroz oposição compondo para assumir a vice-presidência jurídica (também foi confirmado, com Herói Herói Vicente), enfim, aquela coisa de normal, de gente que usa o Corinthians e não trabalha para o Corinthians “, concluído.

Juca Kfouri também comentou as últimas declarações de José Colagrossi Neto, que assumiu o marketing e a comunicação, com a projeção de colocar o Timão entre os maiores clubes de futebol da América do Sul.

READ  Patrick de Paula está ausente por até um mês; Palmeiras vai ao clássico sem volante | Palmeiras

Não espero grandes novidades e quero até registrar que a promessa do Colagrossi de fazer do Corinthians o maior clube da América do Sul já é uma queda em relação ao prometido por Andrés Sanchez, que prometeu ficar entre os três primeiros do mundo. Lá por volta de 2012 fez a promessa de que em cinco anos no máximo o Corinthians estaria entre os três maiores do mundo e você vê que ele passou algumas rodadas desse ‘Covidão’ lutando para não cair para a zona de rebaixamento ”, finalizou.

Veja mais em: Dulio Monteiro Alves e Andrs Sanchez.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *