Lutando com os efeitos da esclerose múltipla na saúde mental

Lutando com os efeitos da esclerose múltipla na saúde mental

Como a esclerose múltipla (EM) mudou muito a minha vida num curto período de tempo, agora luto contra problemas de saúde mental.

As coisas têm sido particularmente difíceis desde o início do novo ano. Normalmente, passo janeiro trabalhando, planejando férias e olhando minha agenda para organizar eventos familiares. Mas este ano, pela primeira vez, não estou trabalhando. Devido aos meus crescentes problemas de mobilidade com a EM, perdi minha carreira de 20 anos em segurança. Foi um grande desafio, mas não tive escolha. Meu trabalho exigia que eu ficasse de pé por 12 horas, cuidando de prédios, lidando com situações agressivas e patrulhando o local.

Essa mudança me atingiu fortemente e me fez avaliar muitos aspectos diferentes da minha vida.

Sugestões de leitura

Procurando apoio

Rapidamente ficou claro que eu precisava de apoio para lidar com os efeitos da EM. Então entrei em contato com meu médico de família e conversei com ele sobre meus sentimentos desanimados. Infelizmente, eu teria que esperar vários meses para consultar um conselheiro, explicou ele.

Falei então com minha esposa, Lisa, e discutimos maneiras de resistir e aceitar esse novo modo de vida. Você me mostrou todos os pontos positivos que eu tinha e deixou claro o quanto todos estavam orgulhosos de mim. Nossa conversa ajudou a reconstruir a confiança que eu havia perdido.

Trabalhar no meu trabalho de segurança pode não ser mais possível, mas isso não significa que não estou fazendo nada. Depois que fui diagnosticado com esclerose múltipla em agosto de 2022, comecei um podcast e criei um blog local na rede Internet E contas nas redes sociais para divulgar esta doença. Esses movimentos me deram muito em que me concentrar.

READ  Quais são os sintomas do Omicron, a nova alternativa ao vírus Covid?

Além disso, sempre gostei de jogar no computador para relaxar e distrair minha mente da vida real, então agora passo mais tempo fazendo isso. Agora que o tempo melhorou um pouco aqui no Reino Unido, farei mais jardinagem, que é um dos meus principais hobbies.

Enquanto escrevo isso, ouço a música e me sinto emocionado, mas no bom sentido. Dar um passo para trás e refletir sobre todas as coisas boas da minha vida realmente me ajudou a colocar as coisas em perspectiva. Estou orgulhoso de mim mesmo por lutar em vez de desistir e por me recusar a deixar a esclerose múltipla controlar a mim e a minha vida.

Falar abertamente sobre como me sentia também me ajudou tremendamente. Permitir que meus sentimentos venham à tona e depois lidar com eles – em vez de escondê-los e deixar a negatividade assumir o controle – me enche de verdadeira positividade.


Observação: Notícias sobre esclerose múltipla hoje É um site rigoroso de notícias e informações sobre esta doença. Não fornece aconselhamento médico, Ele bufouou tratamento. Este conteúdo não se destina a substituir aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Sempre procure o conselho de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter sobre uma condição médica. Nunca ignore o aconselhamento médico profissional ou demore em procurá-lo por causa de algo que leu neste site. As opiniões expressas nesta coluna não são as do Multiple Sclerosis News Today ou da sua empresa controladora, BioNews, e têm como objetivo estimular a discussão sobre questões relacionadas à esclerose múltipla.

You May Also Like

About the Author: Opal Turner

"Totalmente ninja de mídia social. Introvertido. Criador. Fã de TV. Empreendedor premiado. Nerd da web. Leitor certificado."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *