No Brasil, o ministro do Meio Ambiente é suspeito de dirigir o contrabando ilegal de madeira

O planeta está sofrendo com o aquecimento global, e a raça humana tem um papel importante nisso. No Brasil, onde a floresta amazônica está cada vez mais frágil, Ricardo Salles, Ministro do Meio Ambiente, acusado de comércio ilegal de madeira. O caso é escandaloso porque este ministro é muito próximo do presidente Jayer Bolsonaro … que recentemente prometeu acabar com o desmatamento ilegal até 2030.

Perto de Bolsonaro e céticos do clima

Ricardo Salles já faz parte da guarda cerrada que compartilha as posições linha-dura do presidente brasileiro sobre o clima, o que significa a negação absoluta dos efeitos do aquecimento global e o desprezo total por tudo que esteja sob a proteção da natureza.

Acima de tudo, os dois homens compartilham a mesma convicção de que o desmatamento na Amazônia é uma prioridade econômica que permitirá ao Brasil desenvolver sua agricultura. Uma condenação assumida inteiramente por Jair Bolsonaro, que gosta de ser apelidado de “Capitão da Serra” em referência a sua posição na reserva militar e sua política de desmatamento.

Em abril passado, 778 quilômetros quadrados de floresta foram derrubados na Amazônia, o maior índice de destruição em dez anos.

>> Encontre a Europa à noite em replays e podcasts aqui

35 notas de inspeção para comércio de madeira

Mas o que a justiça levanta agora não faz mais parte do debate de opinião sobre o desenvolvimento agrícola ou …

Leia mais sobre a Europa 1

READ  Isabelle Huppert, a musa do Festival de Cinema Francês no Brasil

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *