No futebol, o Brasil está no fundo da onda

No futebol, o Brasil está no fundo da onda

Eles sempre aquecem a janela de transferências como os maiores estádios da Europa. Vitor Roque no Barcelona, ​​​​Indrik no Real Madrid, Lucas Peraldo no Paris Saint-Germain, Marcos Leonardo no Benfica… A lista dos “craques” brasileiros que cruzaram o oceano ou em breve pisarão em gramados europeus como o Vinicius Junior, Gabriel Martinelli ou Rodrygo estendem-se novamente neste inverno.

Porém, o futebol em Uriverde passa por uma zona conturbada. Se seus clubes dominam a Copa Libertadores desde 2019 (cinco vitórias), a Seleção teve uma série de resultados ruins e perdeu o futebol brilhante que lhe proporcionou o sucesso.

Você está interessado neste item?

Para aproveitar ao máximo nosso conteúdo, assine agora a partir de CHF 9 – pelo primeiro mês.

Verifique as ofertas

Boas razões para assinar Le Temps:

  • Acesso ilimitado a todo o conteúdo disponível no site.
  • Acesso ilimitado a todo o conteúdo disponível no aplicativo móvel
  • Plano de postagem de 5 artigos por mês
  • Veja a versão digital do jornal a partir das 22h do dia anterior
  • Acesse os suplementos e a revista T, Temps, em formato e-paper
  • Acesso a um conjunto de benefícios exclusivos reservados aos assinantes

READ  Olimpíadas de Tóquio: 'Um dia que permanecerá gravado', a mão de Bleues du fala da reunião que mudou tudo

You May Also Like

About the Author: Winona Wheatly

"Analista. Criador. Fanático por zumbis. Viciado em viagens ávido. Especialista em cultura pop. Fã de álcool."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *