O Brasil nem termina no pódio… – rts.ch

O Brasil nem termina no pódio… – rts.ch

O fim da Copa do Mundo de 2014 parecia um pesadelo para o Brasil. Depois de já ter sido “torpedeada” por 7-1 na meia-final pela Alemanha, a Seleção voltou a perder a “mini-final” para a Holanda (3-0), terminando o torneio num decepcionante quarto lugar.

O técnico Luiz Felipe Scolari e o atacante Fred, sentados no banco, foram vaiados ao entrar em campo, enquanto torcedores cumprimentavam Neymar, que estava lesionado, mas pronto para sentar no banco.

O coração não está mais presente nos corações dos pentacampeões mundiais que almejavam a maior coroação em sua terra natal. Não há dúvida de que a equipa de Louis van Gaal, que chegou à fase final em 2010, queria mais neste encontro onde a motivação é difícil de encontrar. A equipe chegou três vezes à final (1974, 1978 e 2010), e os Batavos saíram do torneio invictos.

Depois de ser ameaçada nas semifinais, a Seleção nunca mostrou perigo diante da Holanda, que continuou em grande decepção com a Argentina, e se classificou para a final nos pênaltis (0-0, 4-2).

Apesar de seis mudanças, incluindo a volta do capitão Thiago Silva da suspensão e a permanência de Joe no ataque no lugar de Fred, a Seleção não encontrou mais soluções do que antes. Depois de pouco mais de um quarto de hora, o Brasil, quase indefeso e sem muita confiança no ataque, perdia por 2 a 0.

O primeiro gol da Holanda no segundo minuto

Terceiro, a Holanda pode arrepender-se de não ter disputado as meias-finais… [REUTERS – Ruben Sprich]

Desde os dois minutos, Robben foi atingido por Thiago Silva na entrada da área. O árbitro argelino Jamal Haimoudi não hesitou em apontar pênalti e dar cartão amarelo ao capitão brasileiro. Van Persie se apresentou e enganou Julio César (3).

Em seguida, um cruzamento de De Guzman, substituto de última hora do lesionado Sneijder no aquecimento, foi enviado catastroficamente por David Luiz para o estranhamente solitário Blind, que enganou o goleiro do Uriverde com um chute no canto superior (17). ).

READ  Copa Intercontinental: Cisse Franca conquista o título

Os Oriverde tentaram atacar mas de forma muito desorganizada e ineficaz para enganar os sólidos holandeses. O goleiro Cillessen raramente foi convocado, exceto em raros chutes a gol ruins.

Esta final de consolação, cuja validade é regularmente posta em causa, caiu no tédio e na obscuridade, com ambas as equipas aparentemente interessadas em acabar logo com isso. Então Wijnaldum desferiu um golpe poderoso nos acréscimos (90+1) com um chute de perto.

A história – especialmente os estatísticos – lembrará que pela primeira vez a Holanda terminou em terceiro lugar numa Copa do Mundo, e que o Brasil herdou o quarto lugar pela segunda vez depois de 1974.

Para que conste, esta derrota brasileira por 3 a 0 ocorre 16 anos depois da derrota por 3 a 0 para a França na final da Copa do Mundo de 98.

AFP/DPO

O “pequeno epílogo” nas fotos

Reviva o tema da partida minuto a minuto por Jimmy Bondalaz

Referência à partida transmitida ao vivo no dia 12 de julho pela RTS Deux às 22h: Brasil x Holanda, Copa do Mundo FIFA 2014

You May Also Like

About the Author: Winona Wheatly

"Analista. Criador. Fanático por zumbis. Viciado em viagens ávido. Especialista em cultura pop. Fã de álcool."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *