O festival Filmar dedicado ao cinema latino-americano comemora 25 anos – rts.ch

O festival Filmar dedicado ao cinema latino-americano comemora 25 anos – rts.ch

Em Genebra, o Festival Filmar en América Latina, o maior evento cultural da Suíça dedicado à América Latina, comemora seu 25º aniversário de 17 a 26 de novembro. Na lista: Sessenta filmes – incluindo trinta e cinco exibições suíças – de cerca de dez países latino-americanos e da Suíça.

A Filmar pretende dar continuidade ao dinamismo da edição de 2022, que registou um público recorde de 22 mil festivaleiros. A 25ª edição do festival abre na Alhambra na sexta-feira, 17 de novembro, com “Tótem” de Leila Avilés, o filme que representará o México no Oscar 2024.

Fundado em 1999 e com sede em Genebra, o Festival Filmar apoia o cinema independente e cineastas da América Latina. Todo mês de novembro, oferece a oportunidade de assistir a obras ligadas à realidade social e política do continente através de grandes clássicos e novos filmes, incluindo muitas estreias. É também uma plataforma que destaca as minorias, incluindo as culturas indígenas e afrodescendentes, bem como as comunidades LGBTIAQ+.

Dois prêmios de 4.000 francos cada serão entregues na 25ª edição do festival. Oito filmes concorrem ao Prêmio do Público Focus Sud e outros oito filmes concorrem ao Prêmio do Júri Juvenil concedido ao primeiro filme. Muitos deles, como “Regra 34” de Julia Murat (Brasil), “Autoerótica” de Andrea Hoyos (Peru) e “El Eco” de Tatiana Huezo (México), são retratos de mulheres feitos por mulheres.

>> Para assistir: Trailer do filme “Regra 34” de Julia Murad (Brasil)

Filmes icônicos

Desde o seu início, o festival tem trabalhado para revelar as múltiplas facetas da América Latina através de uma programação rica, combativa e comprometida. Esta edição dá especial ênfase às múltiplas facetas do feminismo, da migração e das viagens de desenraizamento, bem como ao ativismo ambiental e aos direitos indígenas. A agora essencial seção queer Historias concentra-se na diversidade de identidades e destaca o diretor e roteirista argentino Marco Berger.

READ  Turistas estão presos em hotéis

Por ocasião do seu 25º aniversário, a Filmar apresenta quatro filmes emblemáticos do cinema latino-americano: “Barravento” do brasileiro Glauber Rocha, “La Estrategia del Caracol” do colombiano Sergio Cabrera, “La Niña Santa” da argentina Lucrecia Martell, e “La Estrategia” “Del Caracol” do colombiano Sergio Cabrera. “Salvador Allende” do chileno Patricio Guzman. Este filme também está entre os filmes destinados a comemorar o cinquentenário dos golpes militares no Uruguai e no Chile. “O cinema chileno nunca esteve desligado da história de seu país. Até os jovens cineastas chilenos falam dele, com seus próprios símbolos e sua própria leitura dos acontecimentos passados”, confirma Fania Ayllon, diretora do festival, no La Matinale de novembro. 17. .

>> Leia também: Cinquenta anos depois do golpe de Pinochet, as feridas ainda estão abertas no Chile

A programação inclui ainda uma secção destinada ao público jovem. É complementado por mesas redondas, reuniões, espetáculos e noites festivas.

ATS/LD

A 25ª edição do Festival Filmar en América Latina, Genebra, de 17 a 26 de novembro de 2023.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *