pelo menos 23 mortos após mau tempo no sudeste do país

pelo menos 23 mortos após mau tempo no sudeste do país

Em Petrópolis, onde quatro pessoas morreram no desabamento de uma casa e de um pequeno edifício, os serviços de emergência alertaram para o “risco muito elevado” de novos deslizamentos de terra.

Publicados


Atualizar


Tempo de leitura: 1 minuto

Cemitério de Petrópolis, Brasil, danificado pelo mau tempo, 23 de março de 2024. (PABLO PORCIUNCULA / AFP)

Um tributo pesado. A violenta tempestade que atingiu o sudeste do Brasil no final da semana deixou pelo menos 23 mortos, segundo as autoridades locais. No total, o estado do Rio de Janeiro registrou oito mortes desde o início do mau tempo na noite de sexta para sábado, nas cidades de Petrópolis, Teresópolis, Santa Cruz da Serra e Arraial do Cabo, segundo o governo.

No estado vizinho do Espírito Santo, um novo relatório anunciado no domingo, 24 de março, mostra 15 mortes, incluindo 13 apenas na pequena cidade de Mimoso do Sul, onde a situação é “caótico”segundo o governador do estado.

A tempestade vem depois de uma onda de calor

Em Petrópolis, onde quatro pessoas morreram no desabamento de uma casa e de um pequeno prédio, os serviços de emergência alertaram no domingo sobre “risco muito alto” novos deslizamentos de terra.

A tempestade deixou vários milhares de pessoas sem abrigo, disse o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva em uma mensagem publicado durante a noite de sábado para domingo na plataforma X. Tais tragédias “intensificar com as mudanças climáticas”lembrou o Presidente do Brasil, um país assolado por repetidos desastres naturais.

A tempestade surge após uma onda de calor na região, onde há uma semana foi registrada uma temperatura sentida de 62,3ºC no Rio de Janeiro.

READ  Brasil: Bolsonaro reúne dezenas de milhares de apoiadores em São Paulo

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *