Pequim anuncia “patrulhas de combate” no Mar do Sul da China no domingo

Pequim anuncia “patrulhas de combate” no Mar do Sul da China no domingo

A China anunciou que realizará “patrulhas de combate” no domingo no disputado Mar do Sul da China, com as Filipinas, os Estados Unidos, o Japão e a Austrália programados para realizar exercícios conjuntos no mesmo dia.

“Em 7 de abril, o Comando do Teatro Sul do Exército de Libertação do Povo Chinês organizará patrulhas conjuntas de combate naval e aéreo no Mar do Sul da China”, disseram os militares num comunicado.

A declaração acrescenta: “Todas as actividades militares que perturbam a situação no Mar da China Meridional e criam pontos críticos estão sob controlo”, numa clara referência às manobras de outros países nas mesmas águas.

Não foram fornecidos detalhes sobre a natureza das manobras chinesas e sua localização exata.

As Filipinas, os Estados Unidos, o Japão e a Austrália anunciaram no sábado que realizarão exercícios navais e aéreos conjuntos na zona económica exclusiva das Filipinas no domingo.

Numa declaração conjunta, os quatro países sublinharam que isto demonstraria o “compromisso colectivo” dos aliados “em fortalecer a cooperação regional e internacional em benefício de uma região Indo-Pacífico livre e aberta”.

Uma cimeira tripartida entre o presidente dos EUA, Joe Biden, o seu homólogo filipino, Ferdinand Marcos, e o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, está marcada para 11 de abril, na Casa Branca.

Os exercícios navais e a cúpula acontecem depois de vários confrontos entre navios chineses e filipinos perto de atóis ao largo das Filipinas nos últimos meses.

Pequim reivindica soberania sobre quase todo o Mar da China Meridional, incluindo águas e ilhas ao largo da costa de vários países vizinhos, apesar de uma decisão judicial internacional contra ela em 2016.

Altos funcionários dos EUA enfatizaram repetidamente o compromisso “firme” dos Estados Unidos em defender as Filipinas no Mar da China Meridional no caso de um ataque armado.

READ  Joe Biden e Xi Jinping frente a frente: uma ruptura tática nas tensões entre as grandes potências?

Entretanto, as Filipinas e o Japão iniciaram conversações sobre um acordo de defesa que permitiria a ambos os países enviar tropas para os territórios um do outro. Manila já chegou a um acordo semelhante com a Austrália e os Estados Unidos.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *