Rússia | “Tempos difíceis” em Belgorod, atacado pela Ucrânia

Rússia |  “Tempos difíceis” em Belgorod, atacado pela Ucrânia

(Moscou) – A grande cidade russa de Belgorod, que tem sido alvo de vários ataques ucranianos em grande escala nos últimos dias, está passando por “tempos difíceis”, admitiu quinta-feira o governador da região, Vyacheslav Gladkov.


“A região de Belgorod atravessa momentos difíceis”, lamentou o responsável durante uma visita a uma exposição em Moscovo que visa promover a riqueza do património russo, incluindo as regiões ocupadas da Ucrânia.

“Todo mundo está com medo”, admitiu Gladkov à imprensa. “Quando os mísseis explodem […] “Não se preocupe consigo mesmo, preocupe-se com seus filhos.”

Estes comentários contradizem as declarações do Kremlin, que, dois meses antes das eleições presidenciais, tenta provar que o conflito com a Ucrânia não afecta directamente a vida quotidiana e a segurança dos russos.

Na terça-feira, o seu porta-voz, Dmitry Peskov, jurou que as autoridades fariam “tudo” para impedir o bombardeamento ucraniano de Belgorod.

Foto de Olga Maltseva, AFP

Belgorod, 10 de janeiro de 2024

Isto enquanto continuam os ataques com mísseis e drones a partir de Kiev, após o ataque ocorrido no final de dezembro, o mais mortífero em território russo desde 24 de fevereiro de 2022 (25 mortos).

No entanto, num sinal de preocupação crescente, Vyacheslav Gladkov anunciou na quarta-feira a evacuação de quase 400 crianças de Belgorod, uma cidade de 335 mil habitantes que é alvo regular de ataques ucranianos em resposta ao bombardeamento em grande escala dos militares russos na Ucrânia. .

As autoridades já adiaram o início do ano letivo para 19 de janeiro e, pela primeira vez em quase dois anos de conflito, apelaram aos residentes para trancarem as janelas para se protegerem de possíveis estilhaços de vidro em caso de greves ucranianas.

Apesar de tudo, Gladkov também tentou fazer declarações tranquilizadoras na quinta-feira.

Foto de Olga Maltseva, AFP

Belgorod, 10 de janeiro de 2024

“Nosso trabalho é ajudar as pessoas”, ele insistiu. Ele sublinhou: “Estamos a reconstruir casas destruídas e a transferir o ensino para o ensino à distância, mas continuamos a construir novas escolas”.

O funcionário falava do Parque VDNKh, construído no nordeste de Moscou no final da década de 1930 para destacar a grandeza da União Soviética.

Até meados de abril, este parque acolherá a exposição “Rússia”, que as autoridades querem enaltecer um país “com uma história rica e enormes perspectivas”, segundo o seu site.

O presidente russo, Vladimir Putin, fez ali o seu primeiro discurso de campanha em dezembro, antes das eleições presidenciais marcadas para 15 e 17 de março.

READ  Black Friday: menos ofertas neste ano

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *