Um terremoto de magnitude 7 atinge a fronteira entre a China e o Quirguistão

Um terremoto de magnitude 7 atinge a fronteira entre a China e o Quirguistão

Um terremoto de magnitude 7,0 ocorreu na noite de segunda-feira na fronteira entre a China e o Quirguistão, de acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS), que estimou que poderia ter causado vítimas e danos extensos.

O terremoto foi registrado pouco depois das 2h de terça-feira (18h GMT de segunda-feira), a uma profundidade de 27 quilômetros na região chinesa de Xinjiang, cerca de 140 quilômetros a oeste da cidade de Aksu.

Os tremores foram sentidos pelos residentes do Quirguizistão e do Cazaquistão, segundo as autoridades destes dois países da Ásia Central, mas até agora não foram registados feridos ou grandes destruições.

“Nenhum ferimento ou dano foi relatado até agora” nas áreas afetadas, disse o Ministro de Situações de Emergência do Quirguistão, Bobek Ajikiv, em um videoclipe, pedindo aos residentes que “não entrem em pânico”.

Ele acrescentou que algumas áreas da região de Issyk-Kul, no leste do país, sentiram tremores “particularmente fortes”.

Em Bishkek, capital do Quirguistão, os residentes fugiram das suas casas em busca de abrigo nas ruas, segundo um jornalista da Agence France-Presse.

Ela ressaltou que a força do terremoto sacudiu as paredes e pratos e livros caíram enquanto os móveis se moviam.

Fotos publicadas nas redes sociais e na mídia local mostraram moradores de Almaty, a maior cidade do Cazaquistão, nas ruas após os tremores.

Canais de televisão locais na capital indiana, Nova Deli, a cerca de 1.400 quilómetros de distância, relataram terramotos.

O Serviço Geológico dos EUA acrescentou que pouco depois foram registadas três réplicas de magnitude 5,5, 5,1 e 5,0 na área, sugerindo a possibilidade de vítimas.

O relatório do instituto americano diz: “É provável que ocorram danos significativos e o desastre provavelmente será generalizado”.

READ  O exército birmanês mantém o país firmemente após o golpe

Este terramoto ocorre um dia depois de um deslizamento de terra que soterrou dezenas de pessoas e deixou pelo menos oito mortos no sudoeste da China.

Um grande terremoto ocorreu em dezembro passado no noroeste do país, matando 148 pessoas e deslocando milhares na província de Gansu (noroeste).

O terremoto foi o mais mortal na China desde 2014, quando mais de 600 pessoas morreram na província de Yunnan, no sudoeste do país.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *