Uma mulher e seus dois filhos sequestrados por 17 anos no Brasil

Uma brasileira e seus dois filhos foram libertados pela polícia em estado avançado de desnutrição após terem sido sequestrados em condições terríveis por 17 anos pelo marido no Rio de Janeiro, soubemos na sexta-feira uma fonte policial.

“Os dois jovens, que dizem ser filhos da mulher e do suspeito, estavam amarrados, sujos e desnutridos”, explicou em nota a Polícia Militar do Rio, que prendeu o pai da família.

As autoridades foram alertadas por uma denúncia anônima e a operação policial ocorreu na quinta-feira, em Guaratiba, bairro popular da zona oeste da cidade.

A mulher e os seus dois filhos, de 19 e 22 anos, segundo a imprensa local, foram hospitalizados logo após a sua libertação, em estado de “desidratação e desnutrição grave”, informaram os serviços de saúde municipais.

Segundo o site de notícias G1, a mãe da família disse às autoridades que às vezes passavam três dias sem comer e que eram constantemente vítimas de agressões físicas e psicológicas.

“Você tem que ficar comigo até o fim, você não vai sair daqui até morrer”, disse o marido, Luiz Antonio Santos Silva, com quem ela era casada há 23 anos.

AFP

Imagens reproduzidas na mídia brasileira mostram as duas crianças, adultas, com aparência de adolescentes devido à desnutrição.

“Quando vimos o estado em que as duas crianças saíram, dissemos a nós mesmos que não teriam sobrevivido mais uma semana. Tentei falar com a mãe na ambulância, mas ela não conseguia fazer o menor som, estava muito fraca”, disse um morador de Guaratiba ao G1.

Vizinhos disseram às autoridades que o suposto torturador foi apelidado de “DJ” porque costumava aumentar a música para abafar os gritos de suas vítimas.

READ  Quase 17 milhões de animais morreram em incêndios florestais brasileiros

Alguns afirmam que as denúncias já haviam sido feitas há dois anos, sem a intervenção das autoridades.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *