A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

O tribunal eleitoral do Brasil alcançou na sexta-feira a maioria necessária para condenar o ex-presidente Jair Bolsonaro por “abuso de poder”, o que o tornaria inelegível por oito anos por seu envolvimento em desinformação antes de sua derrota em 2022.

• Leia também: Brasil: Futuro do ex-presidente Bolsonaro foi suspenso por decisão dos juízes

Quatro desembargadores do Tribunal Superior Eleitoral de Brasília votaram a favor da condenação do líder de extrema-direita por “abuso de poder”, e um se opôs. Dois juízes ainda devem votar e têm a opção de solicitar um adiamento para continuar julgando o caso, o que pode atrasar a conclusão do julgamento e a prolação da decisão.

O ex-chefe de Estado (2019-2022) está a ser julgado por “abuso de poder político e uso indevido de meios de comunicação” por criticar, sem provas, a fiabilidade das urnas eletrónicas, poucos meses antes da vitória eleitoral da sua esquerda rival Luiz Inácio Lula da Silva.

O voto da juíza Carmen Lucia, abrindo a quarta sessão deste julgamento na sexta-feira, foi decisivo: quatro dos sete juízes já votaram para colocar Bolsonaro fora de jogo, um trovão na política brasileira.




França Agência de Imprensa

O Sr. Bolsonaro esteve novamente ausente desta reunião crucial para o seu futuro. Esteve em Belo Horizonte (Sudeste) para almoçar com integrantes de seu partido liberal.

“Não cometi um crime ao me encontrar com os embaixadores. É incompreensível que meus direitos políticos tenham sido retirados por abuso de poder político”, disse o ex-capitão do exército de 68 anos a repórteres na quinta-feira.



A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

França Agência de Imprensa

É, de fato, um discurso que ele proferiu em julho de 2022 para diplomatas na residência presidencial do Alvorada, veiculado na televisão pública e nas redes sociais, que está no cerne do julgamento. Disse querer “corrigir as falhas” do voto eletrónico “com a participação das Forças Armadas”.

READ  Café Binocle: o primeiro micro-torrador com certificação 100% neutro em carbono de Quebec! [PHOTOS]

Essa retórica sobre a suposta fragilidade, levando à fraude, do sistema eleitoral, e essa nostalgia da ditadura militar (1964-1985) o influenciariam durante sua campanha eleitoral.

Ele terá enfurecido seus partidários mais radicais que, no dia 8 de janeiro, poucos dias após a posse de Lula, invadiram e saquearam as cadeiras dos poderes executivo, legislativo e judiciário em Brasília.



A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

França Agência de Imprensa

Os desembargadores do Tribunal Superior Eleitoral que já votaram pela condenação fizeram duras críticas ao comportamento do ex-presidente.

Seu discurso soou como uma “desinformação com efeitos danosos à democracia” e não foi um ato isolado, mas uma escolha “estratégicamente moldada ao longo do tempo, para fins eleitorais”, chocou o ministro André Ramos Tavares na quinta-feira.



A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

França Agência de Imprensa

Por outro lado, para seu companheiro de equipe Raúl Araujo, seu comportamento “não era justificável por uma desclassificação severa”.



A maioria dos juízes vota para desqualificar o ex-presidente Bolsonaro

França Agência de Imprensa

A defesa anunciou que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal se for condenado.

Já levantei a questão da liderança do campo de Bolsonaro. Nenhum número é necessário como cura neste momento, mas o bolsonarismo está mais enraizado do que nunca.

Os partidos de direita e extrema-direita estão mais fortes no parlamento do que no governo de Jair Bolsonaro, e este último perdeu por pouco, com apenas 1,8% de diferença no segundo turno contra Lula, após dois mandatos (2003-2010).

O Sr. Bolsonaro tem outros julgamentos legais pela frente. Além de quinze audiências em tribunais eleitorais, o ex-líder foi alvo do Supremo Tribunal Federal em cinco casos, principalmente por seu suposto papel como inspirador dos ataques de 8 de janeiro. Ele enfrenta prisão.

READ  Crédito social na China, adoção na França livre, desastre ambiental em Bangladesh... Repetição do fim de semana

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *