Argentina de Messi junta-se ao Brasil de Neymar para final dos sonhos

Publicado em :

A Argentina conseguiu vencer na terça-feira contra a Colômbia, graças a um heróico Emiliano Martinez nos pênaltis e um passe decisivo Messi. A Albiceleste junta-se ao Brasil, que se classificou após a vitória sobre o Peru. A Copa América terá, portanto, sua sonhada final Brasil-Argentina no sábado.

A tão esperada final entre Brasil e Argentina será no sábado, 10 de julho. Os argentinos se juntaram aos brasileiros após a vitória nos pênaltis contra a Colômbia nas semifinais.

Duas estrelas para um corte de cabelo

A grande final da Copa América na noite de sábado, no lendário estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, será acima de tudo um duelo repleto de estrelas entre Messi e Neymar, ex-companheiros do FC Barcelona. As duas estrelas seguem em busca de um título importante na seleção: lesionado no tornozelo, Neymar não participou da conquista do nono título brasileiro na final da última edição de 2019, contra o Peru, no Maracanã.

O atacante parisiense declarou todo sorrisos no final da partida contra o Peru: “Quero (enfrentar) a Argentina, sou a favor deles porque tenho amigos nesta equipe, mas é o Brasil que vai vencer a final”.

O Brasil havia marcado encontro com a Argentina após a qualificação para o Peru (1-0), graças a um gol do Lyonnais Paquetá após um festival de dribles de Neymar.

O fim da fome para Messi e Argentina?

Para a sêxtupla Bola de Ouro Argentina, a final será uma oportunidade para quebrar a maldição após quatro competições perdidas nesta fase (Copa do Mundo-2014, Copa América 2007, 2015 e 2016) e acabar com a escassez interminável de seu país, que não ganha um troféu desde a Copa América de 1993.

READ  Como funcionam os campeonatos regionais no Brasil? - Sambafoot

Com o tornozelo sangrando após desarme de Fabra, Lionel Messi não igualou o recorde de Pelé de 77 gols, artilheiro da seleção sul-americana, na semifinal, mas ainda deu a quinta assistência em seis partidas no torneio.

De fato, foi ele quem mandou o zagueiro para o lugar de Lautaro Martinez, que permitiu à Argentina assumir a liderança no início da partida (7º). No entanto, a Colômbia lutou para arrebatar a prorrogação graças a um gol de Luis Diaz (60º). Na disputa de pênaltis, Lionel Messi não hesitou em registrar seu pênalti enquanto o goleiro Emiliano Martinez cuidava da qualificação dos argentinos, parando três chutes a gol.

Sem clube desde o recente fim do contrato com o FC Barcelona, ​​Lionel Messi e seus companheiros veem uma nova chance de vencer a competição e, assim, quebrar a maldição da final perdida pela Albiceleste.

Este clássico do futebol sul-americano, reunirá, portanto, duas estrelas mundiais, ex-companheiros do FC Barcelona e amigos, para a chance de conquistar seu primeiro troféu na seleção. Um pôster que te faz sonhar, mas que inevitavelmente te deixará desapontado.

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *