Beber vinho tinto dá dores de cabeça? Esta é a razão

Beber vinho tinto dá dores de cabeça?  Esta é a razão

Agora saberemos por que você tem dor de cabeça ao beber vinho tinto. Pesquisadores americanos acabaram de levantar a hipótese de que a quercetina é a culpada. Esta molécula antioxidante tem sido geralmente apresentada como benéfica para a saúde, especialmente porque não é consumida apenas com um pequeno copo de Bordeaux ou Beaujolais. Nós vamos explicar para você.

• Leia também: A produção global de vinho está nos níveis mais baixos em mais de 60 anos

Sempre é o mesmo cenário quando você escolhe aquele perfume vermelho vintage cujas notas frutadas você gosta: tem aquela listra na testa que estraga a diversão. Não estamos falando de dores de cabeça de ressaca, mas sim da dor causada pela ingestão de vinho tinto. O vinho branco é frequentemente responsabilizado pela mesma razão, mas o seu homólogo roxo é na verdade objecto de um estudo da Universidade da Califórnia, Davis, cujas conclusões acabam de ser publicadas na revista Naturalist.

Assim, pesquisadores americanos descobriram a possível causa desse tipo de situação desagradável. Você conhece a quercetina? É um composto flavonóide encontrado em quantidades muito maiores no vinho tinto do que no vinho branco. “Propomos que a quercetina-3-glicuronídeo, derivada de várias formas de quercetina encontradas no vinho tinto, inibe a ALDH2 (a enzima que metaboliza o acetaldeído), levando a níveis elevados de acetaldeído e subsequente início de dor de cabeça em indivíduos sensíveis”, explicam. Especificando que “testes em humanos são necessários para testar esta hipótese”.

Este novo caminho deve ser mais explorado, uma vez que a quercetina é geralmente apresentada como benéfica para a saúde. É por isso que é encontrado na lista de ingredientes de vários suplementos nutricionais. Além disso, a quercetina é encontrada não apenas no vinho tinto, mas também em uma série de outros alimentos: maçãs, cebolas, frutas cítricas, frutas vermelhas, espinafre e até mesmo no chá.

READ  Restrições eleitorais: Departamento de Justiça processa Geórgia

Uma das propriedades notáveis ​​da quercetina é o seu poderoso poder antioxidante. Isso neutraliza os radicais livres no corpo, moléculas instáveis ​​​​associadas ao envelhecimento prematuro e a diversas doenças crônicas, como doenças cardíacas e câncer. Os investigadores sugerem que a quercetina pode ajudar a proteger as células do corpo dos danos causados ​​por estes radicais livres, oferecendo o potencial de prevenir doenças associadas ao stress oxidativo. Outra propriedade interessante da quercetina são os seus potenciais efeitos anti-inflamatórios. Alguns cientistas também estão explorando o potencial da quercetina como suporte imunológico. Além disso, pode desempenhar um papel no tratamento de alergias. Alguns indivíduos relataram uma redução nos sintomas de alergia ao comer alimentos ricos em quercetina ou tomar suplementos de quercetina.

You May Also Like

About the Author: Alec Robertson

"Nerd de cerveja. Fanático por comida. Estudioso de álcool. Praticante de TV. Escritor. Encrenqueiro. Cai muito."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *