Brasil: apaixonada pelo padrasto, uma adolescente o ajuda a matar toda a sua família – LINFO.re

Na grande cidade de São Paulo, Brasil, um homem de 34 anos foi preso pelo assassinato de sua esposa e da nora de 9 anos. Seu cúmplice não é outro senão sua outra nora de 16 anos.

Um mês de intervalo

Fabricio Arena, 34, foi preso na segunda-feira, 8 de fevereiro. Ele disse que matou sua esposa Cristiane em novembro de 2020. Um mês depois, os trinta e poucos executaram o pequeno Karoline, sua nora de 9 anos. A outra nora do brasileiro de 16 anos (cuja identidade não foi divulgada publicamente) também foi presa, mas nega veementemente ter assassinado sua mãe e irmã. No entanto, foi ela quem encaminhou as autoridades até os corpos das vítimas, enterrados sob um terraço de concreto em frente de sua casa, segundo a mídia brasileira G1, cita 20 Minutes.ch.

> Para ler também: Brasil: MP com 50 filhos acusados ​​de orquestrar o assassinato de seu marido

Roupas

Claudio Anunciato, o chefe de polícia do distrito de Pompéia, estima que o ódio da jovem por sua mãe a teria motivado a participar desses assassinatos. E, acima de tudo, ela sentia algo pelo padrasto. “Ela estava tendo problemas com ela. Não amava a mãe, como ela mesma indicou. Aí se apaixonou pelo cara e eles resolveram matar a mãe.”, ele garante.

Fabricio Arena confidenciou ter matado Christiane com uma faca durante uma discussão acalorada. Ele então pede legítima defesa. Quanto à pequena, ficou perguntando onde estava a mãe e ele acabou estrangulando-a. O delegado insiste que os dois acusados ​​estavam apaixonados e que mataram o pequeno por “esconda o primeiro crime”.

> Veja mais vários fatos no LINFO.re

> Nossos artigos sobre Brasil

READ  A Bélgica em breve será destronada no ranking da FIFA? Veja como os Red Devils podem permanecer em N.1

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *