Brasil se prepara para enfrentar a adoção massiva de criptomoedas no país

Brasil se prepara para enfrentar a adoção massiva de criptomoedas no país

Publicado em 3 de outubro de 2023 às 11h37

As criptomoedas são populares no Brasil. Num discurso proferido em 27 de setembro no ParlamentoO governador do banco central do país latino-americano, Roberto Campos Neto, indicou ter notado que sua adoção explodiu 44,2% em um ano entre janeiro e agosto de 2023 – no período, nada menos que 7,4 bilhões de dólares seriam entraram no país neste formulário. ” O moedas estáveis [des actifs numériques arrimés à des monnaies fiduciaires, N.D.L.R.] são cada vez mais usados ​​para transações, e não como veículos de investimento”. (ao contrário dos ativos especulativos, como bitcoin e éter), disse ele, apontando para a necessidade de regular o setor.

Projetos em abundância

O banco central brasileiro pretende apertar a regulamentação em resposta a este fenômeno, a fim de poder monitorar mais de perto as plataformas de troca de criptografia – posição também adotada pela França, que reforçou os poderes da Autoridade dos Mercados Financeiros nesta área antes do entrada em vigor do regulamento dos Mercados Europeus de Criptoativos (MiCA). Roberto Campos Neto tem como prioridade a sonegação fiscal e outras atividades ilícitas. Ele está em uma posição forte, já que o governo decidiu em junho que sua instituição será agora a autoridade nesta questão – embora os projetos que envolvem valores mobiliários permaneçam sob a alçada da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a contraparte brasileira. da Comissão Americana de Valores Mobiliários (SEC).

Note-se que não faltam iniciativas no país, nomeadamente por parte do poder público. O próprio banco central está a realizar projectos nesta área. Ela está trabalhando em um projeto de moeda digital do banco central (MNBC), Drex. O executivo planeja, por sua vez, usar blockchain a partir de novembro para garantir futuros formatos digitais de documentos de identidade para 214 milhões de cidadãos brasileiros. Finalmente, para capitalizar a adoção massiva de criptomoedas pelos contribuintes brasileiros, o banco público Banco do Brasil permitiu que elas fossem usadas para pagar impostos em fevereiro. Esse serviço, operado pela corretora brasileira especializada Bitfy, permite transações entre ativos digitais e a moeda oficial, o real.

READ  Alstom condenada pelo colapso de uma estação de metrô que deixou sete mortos

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *