Max Verstappen conquista o primeiro lugar no Grande Prêmio do Brasil à frente de Charles Leclerc

Max Verstappen conquista o primeiro lugar no Grande Prêmio do Brasil à frente de Charles Leclerc

Como esperado na primeira sessão de qualificação, que começou com quinze minutos de atraso, a chuva finalmente chegou durante o Q3. Para terminar em primeiro em Interlagos era preciso ser eficiente e imediatamente no ritmo certo, e nesta partida é raro encontrar Max Verstappen em má forma nesta temporada. O piloto holandês teve o melhor tempo de 1:10’727 e assinou a 31ª pole position, o melhor da sua carreira, a 11ª da temporada.

O piloto da Red Bull sempre esteve em boa forma, mas nunca foi o mais rápido no Q1 e no Q2, e conseguiu ter um bom desempenho quando realmente importava. Ele largará do primeiro lugar no domingo na corrida principal, enquanto o sábado será dedicado à corrida de velocidade. Depois de duas pole positions consecutivas, em Austin e no México, Charles Leclerc largará do segundo lugar no Brasil, confirmando o retorno do carro de Maranello à forma de classificação.

Depois de lutar por várias semanas, Lance Stroll emergiu no Q3 e conseguiu levar seu Aston Martin ao terceiro lugar. O canadense, que falhou no Q1 dos últimos seis Grandes Prêmios, teve um bom desempenho em todas as sessões e isso deve lhe dar um impulso de confiança. Ele venceu seu companheiro Fernando Alonso, que terminou em quarto lugar. Portanto, a segunda fila será decorada em verde inglês, enquanto a terceira fila será da Mercedes, Lewis Hamilton (5º) à frente do seu colega George Russell (6º).

READ  Nuit Blanche 2021: eventos a não perder!

Perez está chateado com a bandeira amarela

Sergio Perez, que ocupa o segundo lugar na classificação de pilotos, mas também sua vaga na Red Bull para a próxima temporada, teve outro desempenho ruim. O mexicano, que abandonou na primeira curva do último Grande Prêmio, largará de nono no domingo, mesmo que esta nova decepção não seja inteiramente culpa dele desta vez. Perez iniciou uma volta rápida, e foi obrigado a desacelerar no setor final devido à bandeira amarela causada pela saída de Oscar Piastri (McLaren), que estava à sua frente e foi surpreendido pelas primeiras gotas de chuva.

No terceiro trimestre, os Alpes não os viram desde que foram eliminados no segundo trimestre. Já no primeiro quarto estiveram à beira da eliminação. Esteban Ocon não conseguiu fazer melhor do que o 12º tempo, com Pierre Gasly logo atrás do seu compatriota em 13º. Os Blues ainda podem esperar melhores resultados na corrida, pois parecem estar em um ritmo melhor do que nas eliminatórias.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *