O aterrorizante ‘poço do inferno’ que pode abrigar espíritos malignos é descoberto pela primeira vez

Um grupo de curiosos homens das cavernas mergulhou em um poço de 60 metros de profundidade no Iêmen na tentativa de descobrir a verdade sobre a suposta presença de ‘espíritos malignos’ que aterrorizaram os habitantes locais por séculos.

Uma brava equipe de mergulhadores mergulhou em um buraco de 60 metros de profundidade na tentativa de descobrir a verdade sobre o “Poço do Inferno” que se acredita ser o lar de espíritos malignos.

Por milhões de anos, moradores assustados evitaram a cratera misteriosa, temendo que figuras míticas como os Jinn e os Jinn vivessem em um buraco sob o deserto no leste do Iêmen.

O enorme buraco, oficialmente chamado de Poço de Barhout, foi explorado por um grupo de oito mergulhadores na semana passada na primeira dessas expedições.

Descoberta

Mas embora os moradores vivam com medo por séculos, a equipe de espeleólogos da equipe de exploração de cavernas de Omã disse que não havia sinal do sobrenatural.

A equipe de exploração de cavernas em Omã disse que só encontrou cobras, animais mortos e pérolas de caverna durante sua estada no “poço do inferno”.

“Havia cobras, mas elas não incomodariam se você não as incomodasse”, disse à AFP Mohammed al-Kindi, professor de geologia da Universidade Alemã de Tecnologia em Amã.

Descoberta

Kennedy, que estava entre os frequentadores das cavernas a mergulhar, disse que foi um dos primeiros a se aventurar, de acordo com o The Sun.

Ele disse: “A paixão nos motivou a fazer isso e sentimos que era algo que revelaria novas maravilhas e uma parte da história do Iêmen.

Coletamos amostras de água, pedras, solo e alguns animais mortos, mas ainda não os analisamos. “

READ  Novo voo de helicóptero criativo para Marte

Kennedy, que também é dono de uma empresa de mineração e consultoria de petróleo, acrescentou: “Havia pássaros mortos, que causavam odores desagradáveis, mas não havia fedor insuportável”.

Descoberta

Autoridades iemenitas disseram que não sabiam o que havia na cratera gigante porque não haviam chegado ao fundo.

“Fomos visitar a área e entramos no poço, e sua profundidade atingiu mais de 50 a 60 metros”, disse Salah Babhir, diretor-geral da Autoridade de Pesquisa Geológica e Recursos Minerais em Mahra, em junho.

“Percebemos algumas coisas estranhas lá dentro. Também sentimos algo estranho … É uma situação misteriosa.”

Descoberta

Alguns concluíram que o poço é na verdade um supervulcão que um dia entrará em erupção, embora não haja evidências científicas para essa teoria.

Em 2014, o professor universitário Chris Fogwell sugeriu que o poço era um jogo de bingo destruído, que ocorreu quando uma antiga formação de gelo desmoronou.

Ele disse ao Daily Mail: “A erosão ao redor da borda sugere que isso não é novidade.”


You May Also Like

About the Author: Genevieve Goodman

"Criador. Fã de café. Amante da Internet. Organizador. Geek da cultura pop. Fã de TV. Orgulhoso por comer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *