Brasil registra menor número de infecções em nove meses

Brasil registra menor número de infecções em nove meses
Saúde

Url curto

O Brasil, um dos países mais enlutados por covid-19 no mundo, registrou 12.085 novas infecções nas últimas 24 horas, o menor número diário de mortes nos últimos nove meses.

O país de mais de 212 milhões de habitantes acumula 20,2 milhões de casos de infecção por coronavírus desde o início da pandemia. O número de infecções em um dia não tinha sido tão baixo desde 8 de novembro (10.550 infecções).

De acordo com dados divulgados segunda-feira pelo Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, o Brasil também registrou 411 novos óbitos por covid, elevando o total para mais de 563 mil. Os números acumulados até segunda-feira tornam o Brasil o segundo país com mais mortes no mundo, depois dos Estados Unidos, e o terceiro com mais contaminações, depois dos Estados Unidos e da Índia. No entanto, a incidência da pandemia continua caindo significativamente no país, o que recentemente impulsionou a campanha de vacinação.

Além de ter registrado o menor número de casos nos últimos nove meses, o Brasil registrou segunda-feira o terceiro menor número de mortes em um dia em sete meses, desde o último dia 3 de janeiro (293 mortes). As menores taxas de mortalidade desde então foram registradas na última segunda-feira (389), domingo (399) e terça-feira (411).

A queda acentuada nos números da pandemia reflete o progresso da campanha de vacinação após um início lento e demorado no país. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil aplicou 153 milhões de vacinas até esta segunda-feira.

Dos vacinados, 107,4 milhões receberam a primeira dose (50,7% da população) e 45,6 milhões receberam a segunda dose ou vacina de dose única (21,5%).

READ  Vacina Oxford contra Covid é a primeira a ter um ensaio de fase 3 publicado em um jornal científico | Vacina

You May Also Like

About the Author: Hannah Sims

"Guru profissional do café. Jogador típico. Defensor do álcool. Fanático por bacon. Organizador."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *