Brasil: Chuva forte mata pelo menos 14 no estado do Rio

As autoridades brasileiras disseram, no sábado, que fortes chuvas causaram várias inundações e deslizamentos de terra no estado brasileiro do Rio de Janeiro, matando pelo menos dez pessoas, incluindo oito crianças, e nove desaparecidos.

• Leia também: Austrália: Praia de Sydney varrida por ondas gigantes

• Leia também: [EN IMAGES] As terríveis inundações de 1917 em Bos

Chuvas fortes ao longo de dois dias atingiram uma vasta faixa da costa atlântica do estado do sudeste brasileiro, a mais recente de uma série de condições climáticas mortais que especialistas dizem estar piorando com as mudanças climáticas.

As autoridades disseram que as vítimas incluem uma mãe e seis de seus filhos.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse no Facebook que o governo federal enviou aviões militares para ajudar nas operações de resgate no estado de 17,5 milhões de pessoas.

De acordo com a previsão do tempo, espera-se mais chuva nos próximos dias na região.

As chuvas acontecem seis semanas depois que 233 pessoas morreram por enchentes e deslizamentos de terra em Petrópolis, também no estado do Rio.

Desta vez, as áreas mais atingidas incluem a popular cidade turística de Paraty, uma cidade colonial conhecida por suas pitorescas ruas de paralelepípedos e casas coloridas.

Na região de Ponta Negra, um deslizamento de terra enterrou uma mãe e seis de seus filhos, com idades entre dois e 17 anos. A sétima criança sobrevivente foi levada ao hospital em estado estável. Outras quatro pessoas ficaram feridas.

Mais seis mortes, incluindo duas crianças, foram registradas na cidade de Angra dos Reis, onde as autoridades ativaram o “alerta máximo” do estádio e declararam estado de emergência após vários deslizamentos de terra.

READ  O Club Med está comprometido com o turismo animal responsável

As autoridades acrescentaram que as buscas continuam para encontrar as cinco pessoas desaparecidas.

O canal brasileiro Globo News mostrou imagens de uma família evacuando duas crianças pequenas flutuando em um refrigerador de poliestireno em um subúrbio do Rio.

pequeno crocodilo

Um pequeno crocodilo foi visto nadando nas ruas, de acordo com vídeos postados nas redes sociais.

Em Mesquita, um homem de 38 anos foi eletrocutado ao tentar ajudar outra pessoa a escapar das enchentes, segundo relatos da mídia.

Na noite de sexta-feira, as chuvas torrenciais transformaram as ruas de várias cidades em chuva torrencial e provocaram deslizamentos de terra, que são comuns durante a estação chuvosa, especialmente em favelas nas encostas.

Assim, Angra recebeu 800 mm de chuva em 48 horas, “níveis não registrados antes”, segundo as autoridades municipais, que mobilizaram todas as suas equipes para ajudar os moradores.

Especialistas alertam que a estação chuvosa do Brasil está piorando devido ao La Niña – o resfriamento periódico do Oceano Pacífico – e ao impacto das mudanças climáticas.

O risco e a gravidade das inundações por precipitação intensa aumentam quando a atmosfera é mais quente e retém água.

Em janeiro, chuvas torrenciais provocaram enchentes e deslizamentos de terra que mataram pelo menos 28 pessoas no sudeste do Brasil, principalmente no estado de São Paulo.

Chuvas fortes também caíram na Bahia, onde 24 pessoas morreram em dezembro.

You May Also Like

About the Author: Echo Tenny

"Evangelista zumbi. Pensador. Criador ávido. Fanático pela internet premiado. Fanático incurável pela web."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *